12 de julho de 2020 - 13:19

? ºC Cuiabá - MT

Policia

11/02/2020 08:07 sonoticias

Casal acusado de matar bebê no Nortão e jogar corpo em poço é indicado por homicídio qualificado

A Polícia Civil em Tabaporã (198 quilômetros de Sinop) indiciou os pais de uma bebê de sete meses por homicídio qualificado, maus tratos, destruição e ocultação de cadáver da criança. O inquérito conduzido pelo delegado Albertino Félix de Brito foi encaminhado ao fórum da Comarca de Tabaporã. O presidente do inquérito também representou pela conversão da prisão temporária em preventiva dos investigados.

O casal está preso na cidade de Jataí, no sudoeste goiano, aguardando recambiamento para Mato Grosso. As investigações em buscas do corpo da bebê, de aproximadamente 7 meses iniciaram no dia 8 de janeiro, após denúncia ao Conselho Tutelar do município. Segundo testemunhas, no dia 27 de dezembro, o casal foi visto em três situações distintas – a primeira delas, nas proximidades do rio Sereno com o carrinho de bebê (não sendo constatado se a criança estava no carrinho ou não). Logo em seguida, o casal foi visto sozinho sem a criança e sem o carrinho e mais tarde, pedindo carona a terceiros.

Posteriormente, uma testemunha que teve contato com o pai da criança relatou que ele disse que teve que sair as pressas da cidade e pediu para que fosse colocado fogo nas coisas do bebê. Durante as diligências, o carrinho da criança foi localizado no córrego onde o casal havia sido visto.

O delegado ouviu várias testemunhas e foram apuradas evidências que o casal teria tirado a vida da criança e, posteriormente, fugido. Durante as diligências, foi localizado na cidade de Jataí (GO), com apoio da Polícia Civil local. Após serem interrogados pelo delegado da cidade goiana, o pai e a mãe confessaram a autoria dos crimes e indicaram o local onde ocultaram o corpo.

Equipes da Polícia Civil de Tabaporã e do Corpo de Bombeiros de Sinop localizaram, no dia 9 de janeiro, partes do corpo no fundo de um poço, nos arreadores da cidade. Devido ao tempo e às condições do local, o corpo já estava em decomposição. Todo o material foi encaminhado para perícia no Instituto Médio Legal da Politec.

No ano passado, o casal já havia sido denunciado por maus tratos contra a criança. A bebê ficou na Casa de Passagem do município durante um período, até que a guarda foi restituída pela justiça aos pais.

 


JD News

Portal JD News tem como objetivo primeiro o de Informar com ética, isenção e profissionalismo tudo o que acontece nos domínios da maior ilha marítima do Brasil.

Telefone para contato

(65) 999071991

E-mail: contato@jdnews.com.br

© copyright 2016 Todos os direitos reservados.

Redes Sociais