02 de junho de 2020 - 02:40

? ºC Cuiabá - MT

Política

01/04/2020 10:57 OlharDireto

Wellington acredita que Congresso 'está de acordo' com adiamento de eleições, mas PEC não tem data para ser votada

O senador por Mato Grosso, Wellington Fagundes (PL), que apresentou Proposta de Emenda Constitucional que prevê o adiamento das eleições municipais para 2022, afirmou que ainda não há data marcada para que a proposta seja votada. Apesar disso, ele entende que o Congresso Nacional está de acordo com o adiamento.

Na última terça-feira (24), em sessão remota do Senado Federal, o senador Wellington Fagundes defendeu o adiamento das eleições municipais para 2022, além do uso do fundo partidário e a taxação de grandes fortunas como medidas para destinar fundos ao combate ao coronavírus.

O objetivo da Proposta de Emenda Contitucional do senador é unificar o pleito municipal com as eleições federais e estaduais. Esta medida também busca evitar a proliferação do coronavírus.

A proposta, que estende o mandado dos atuais prefeitos e vereadores para seis anos, ainda não tem data marcada para ser votada. Segundo Wellington o Congresso o prazo é até setembro. 

"Nós temos prazo até setembro para votar essa PEC, porque tem que ser antes das eleições. Quanto mais rápido melhor. Mas vamos priorizar aquilo que é inerente nas próximas semanas, então não vejo necessidade de analisar isso ainda tão urgente. E o próprio TSE pode regulamentar, dando mais prazo agora. Mas a discussão já mostra que o Congresso está de acordo com o adiamento. Espero que em no máximo 40 dias a gente analise essa matéria".


JD News

Portal JD News tem como objetivo primeiro o de Informar com ética, isenção e profissionalismo tudo o que acontece nos domínios da maior ilha marítima do Brasil.

Telefone para contato

(65) 999071991

E-mail: contato@jdnews.com.br

© copyright 2016 Todos os direitos reservados.

Redes Sociais