31 de maio de 2020 - 15:47

? ºC Cuiabá - MT

Saúde

26/03/2020 14:32 GD

Médicos de VG denunciam falta de EPIs para coronavírus

Após médicos que atuam no Pronto-Socorro de Cuiabá denunciarem a falta de estrutura, profissionais da saúde de Várzea Grande também registraram queixa ao Sindicato dos Médicos de Mato Grosso (Sindimed), nesta quarta-feira (25).


Os médicos rede pública municipal relatam falta de Equipamentos de Proteçao Individual (EPIs) para o combate do coronavírus. De acordo com recomendação do Ministério Público do Trabalho (MPT), a prefeitura precisa fornecer máscaras cirúrgicas para sintomáticos respiratórios, álcool em gel 70%, papel toalha, água e sabão.


Além disso, as máscaras n95 precisam ser distribuídas aos profissionais da saúde, que ficam expostos aos vírus. “Se um médico trabalha sem condições com EPIs, ele se torna um potencial vetor e pode transmitir para a população. Um médico a menos nessa situação de pandemia, já que terá que ficar pelo menos 15 dias em quarentena irá ser mais um prejuízo para o combate ao coronavírus”, alerta o médico e diretor de comunicação do Sindimed, Adeíldo Lucena.


Fora os equipamentos de proteção, ambulâncias para o transporte de casos graves precisam ser dispobilizadas, além de locais próprios e adequados para o isolamento e quarentena de pacientes e servidores.


Outros materiais também foram cobrados, como oxímetro para verificar a saturação, scalpse soro fisiológico para estabilização do paciente.


"Nos termos do que determina a Lei nº 13.979/20, regulamentada pela Portaria nº 356/20, que estabelece medidas de controle de combate ao novo vírus e solicitar que os postos de saúde somente abram as portas a população se houverem EPIs disponíveis", detalha nota do Sindimed.

A denúncia foi formalizada pelo assessor jurídico do sindicato, Bruno Álvares. "Propusemos uma ação civil pública por condições de trabalho adequadas ao combate ao coronavirus, pedindo que a justiça do trabalho concedesse uma liminar em sede de tutela de urgência, para que a prefeitura de Várzea Grande e de forma solidária a Prefeita Lucimar Sacre Campos atenda às recomendações feitas pelo Ministério Público do Trabalho oferecendo condições para os médicos no combate ao coronavírus”, informou.


Outro lado


A reportagem entrou em contato com a assessoria da Secretaria de Saúde de Várzea Grande, que informou que a rede pública está seguindo à risca as recomendações do Ministério da Saúde e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).


Reforça, ainda, que não existe falta de EPIs por parte dos profissionais da saúde e que nem todos pacientes precisam de máscaras. O recomendado para esses casos, de acordo com a prefeitura, é distanciamento e higienização constante. Veja a nota na íntegra:

Nota de esclarecimento 

As Secretarias Municipais, de Comunicação Social, de Saúde e Procuradoria Municipal, em relação ao pedido de informações deste conceituado órgão de imprensa informa:
• Todos os servidores da área de Saúde de Várzea Grande, são atendidos com os equipamentos exigidos pelas normais legais da ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária e Ministério da Saúde;

• Os EPIs – Equipamentos de Proteção Individual estipulados nas normas da ANVISA como máscaras, gorros, luvas, preparação alcoólica 70%, avental estão disponibilizados para todos os servidores da área da saúde;

• Eventuais pedidos fora das determinações da ANVISA ou para outras categorias, passam por análise do Comitê de Enfrentamento da Novo Coronavírus, resguardando em primeiro lugar os servidores da saúde pública municipal de Várzea Grande.
  As Secretarias Municipais informam ainda, que estes mesmos esclarecimentos foram também prestados ao Ministério Público do Trabalho, ao Ministério Público de Mato Grosso na Promotoria de Justiça de Várzea Grande, que foram convidados para visitar as unidades de saúde e presenciar todos os esforços feitos para o combate ao Coronavírus, inclusive nos cuidados para com os servidores da Saúde Público


JD News

Portal JD News tem como objetivo primeiro o de Informar com ética, isenção e profissionalismo tudo o que acontece nos domínios da maior ilha marítima do Brasil.

Telefone para contato

(65) 999071991

E-mail: contato@jdnews.com.br

© copyright 2016 Todos os direitos reservados.

Redes Sociais